<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, setembro 28, 2004

UHF nas Festas do Sobral da Abelheira (Mafra) 

Dia 24 de Setembro de 2004
O bacalhau com grão do almoço não me caiu lá muito bem, pois as notícias que me chegavam via TV, não me permitiam sorrir... que diabo está na pele de certa gente que por "dá cá aquela palha" maltrata crianças?!?! Ainda para mais... uma "mãe"!!!!
A tarde fez-se de rotina e calor, mas também de gozo, pois o concerto seria uma espécie de "hello" às férias!
Telefonema ao Paulo Inácio a saber se ele estava a dar com o caminho para chegar ao Sobral... estavam a sair da A8 e tudo corria bem. Ainda um esclarecimento mais detalhado ao amigo Nando, pois na entrada da Vila de Mafra não seguiram para o Convento, mas desceram para as superfícies comerciais. Mas tudo resolvido... vamos até casa mudar a "fatiota" e comer algo.
Destino primeiro: Regueira de Pontes (Leiria), onde um dos Grandes Fãs Nºs 1 me aguarda e vai comigo... um abraço com beijo MUITO especial, sentido e carinhoso à menina lá de casa, pois aínda estava numa de cidadão gazeado com o que havia visto/ouvido ao almoço... e continuava a perguntar "porquê"!!!
Bem malta, estamos no ir... A8 abaixo e os kms são "comidos" dentro da velocidade máxima permitida... os 120 chegam perfeitamente. "Paulo, boa noite; a que horas sobes a palco?"... "Daqui a 30, 35 minutos"... "Ok, mesmo a tempo. Até já!"... mais à frente, liga o Rui e pergunta onde vou e para ter em conta que a Igreja é a referência para o local do espectáculo. Fixe, pelas minhas contas é parar o carro e começar a gozar a noite Rock no Oeste.
Carro estacionado numa rua do Sobral e caminhada para o recinto... eh pá, que estafa... espera, vem aqui o Sousa na sua viatura... oh meu, dá boleia... uff, bem mais perto! O Paulo já canta... Johnny Go para o 3º "Ramone" falecido em poucos anos... As Pessoas que vivem na escuridão, diz ele... eh pá, aquela de dizeres que algumas vivem na escuridão da cabeça, é forte! Começas cedo... pois, por alguma razão, tens por "imagem" quem tens... a vossa língua não pode estar quieta... E AINDA BEM!!!!!!!!!!!!!!
Os Karpe Diem mostram-se um grupo coeso e aquele quinteto já é referência nos meandros de apoio UHF... Paulo, Nuno, David, Luís e o jovem da bateria que me escapa o nome (desculpa lá, meu!), são um caso sério em cima do palco... mesmo com a recusa do Poeta em ir acompanhar o Paulo no tema "Concerto"... a ideia foi muito interessante, mas tem que ser previamente combinado, pois o Artista quer as coisas feitas profissionalmente. Ok, na próxima exigimos o dueto!!!
O palco tem uma dimensão muito interessante para um pequeno lugar... o som pareceu-me muito bem concebido... isto promete... vamos a eles, rapaziada... o Intro já se ouve... corro para a frente do palco, pois o Jaime e eu tínhamos ido invadir o camarim... esconderam-se os nervos, falando dos pontos perdidos pelo F.C.Porto na SuperLiga... bem, até tudo começou com o Sr AMR a baptizar-me de George Bush, devido ao chapéu! Avancemos...
"Quando" faz a recepção à noite dos UHF... "Duelo ao Espelho"... "Brincar no Fogo" (este tema com um piscar de olhos e um sorriso a alguém do público, da minha parte)... "Os Putos" com alusão muito explícita a um tema que tinha falado ao telemóvel com o Poeta às 5 e tal da tarde... "Sonhos" (é sempre "pedrante" este tema!... e set inicial fora até à inevitável "Menina" tão do des(agrado) de alguns.
Encore: o Homem, a Guitarra e o Povo...
...um "Devo Eu" sempre explosivo...
...querem ir embora...!!!
LÁLÁLÁLÁLÁLÁ...EHEHEH...UHF!!!!
Ok, mais uma vez "Matas-me Com o Teu Olhar" para um final em grande!
Amanhã há mais...na Damaia!
Muita palheta no final... diversão... rever velhos amigos...
...bem, está na hora!
Vamos Jaime, temos que subir até à Beira Litoral.
Tanto nevoeiro!!!!
Largo o Jaime e chego a casa ás 5h50m...
...nem me sinto na cama... adormeci logo.
Acho que nem sonhei nada, tal era o cansaço...!
Foi bom voltar a estar convosco!!!
Até breve.

Henrique Salgado (desta vez, a Toalha Vermelha andou de pescoço em pescoço!)

(Dedicado a ti, Joana: tudo indica "algures" por outras paragens!!!)




terça-feira, setembro 21, 2004

UHF NAS FESTAS DA CIDADE DA AMADORA 

É já no próximo sábado, dia 25 de Setembro, que os UHF voltam à Amadora para animar as festas da cidade e reunir, uma vez mais, fans e amigos!
O Concerto vai realizar-se no Teatro D. João V (Damaia) onde, a partir das 22Horas se poderão ouvir os Moonshiners na priimeira parte.
Os bilhetes são oferecidos pela Camara Municipal da Amadora e deverão ser reservados antecipadamente. Para tal, contactem o Pelouro da Cultura da mesma Câmara, através dos seguintes números de telefone:
214927315 / 214927345
Não faltem, amigos! A Tribo estará presente em força, como é habitual!



terça-feira, setembro 14, 2004

A Peregrinação (Mealhada 2004) 

A Peregrinação
O dia de 4 de Setembro de 2004 amanhecera quente. A manhã ensolarada convidava a uma ida à praia mas o rumo estava traçado havia alguns dias. Era dia de Peregrinação à Região Centro do País. Não a Fátima, local de Peregrinação por excelência, mas à Mealhada, localidade que nos últimos tempos, para além de Terra do Leitão, passou a ser conhecida por Local de Reunião Nacional dos Devotos dos UHF. Nesse dia a devoção arrastara muitos fiéis. Cada um deixou atrás de si o fato-de-macaco, a bata, a caneta, o ponteiro, o estetoscópio, a bigorna, o martelo, a pá... e rumou à Mealhada, unidos pela amizade e pela Fé, por uma Força invisível e transcendental.

A Força do Tempo
O tempo que se fazia sentir na Região Centro em nada tinha a ver com o tempo que deixara no Algarve. Um tempo invernoso imperava propício ao recolhimento e à meditação. A vontade de estar perto da causa era enorme. Estavam, assim, criadas as condições necessárias para a reunião.
Trovejava na Mealhada. Havia electricidade no ar, quer fora, quer dentro da sala.
A rádio injusta e repleta de interesses, o blog certeiro mas ineficaz, a editora poética e inexperiente, a promoção prometida mas insuficiente, a divulgação centralizada em Lisboa mas inoperante no resto do reino, a distribuição inexistente.... Todos queriam fazer um diagnóstico. Todos tinham um tratamento. As opiniões eram díspares. Os remédios eram muitos. A receita enorme mas cheia de interacções medicamentosas e efeitos colaterais imprevisíveis. Mas todos tinham o melhor prognóstico: A banda haveria de ultrapassar as adversidades. A tempestade redobrava de intensidade. Um trovão ameaçador ensurdecia a sala. Nesse momento um amigo fiel de Pataias, com a voz trémula, dava-nos a saber que a congregação dessa localidade tinha um conjunto de temas escritos a que dera o nome de “A força do Tempo”. O meu raciocínio vagueou por instantes e fugazmente surgiu uma inesperada visão: “Alguém com mais de 25 anos de apostolado, neste mundo em que tudo é efémero, necessita da mão da rádio, de editora protectora, de promoção privilegiada, de distribuição planetária...?” “Alguém com este percurso e em plena actividade criativa necessita de se vender ao diabo?” Certamente que não. A mensagem tem mais de um quarto de século. É a força do tempo. Urge que a mensagem do Poeta chegue cada vez a mais fiéis. É necessário que os actuais fiéis tragam mais fiéis. A Força do Tempo é o futuro.
A reunião acabara. Lá fora, chovia a cântaros. O acto de purificação consumara-se. A semente nascerá.

A Celebração
O acto solene teve início tarde na noite. Não havia pão nem vinho para distribuir entre os presentes. Havia sim música rock. Velhos e novos temas foram desfilando ao longo da noite com a adesão maciça dos seus seguidores e que é a imagem de marca da banda. Percebe-se o porquê da necessidade de gravar um disco ao vivo. A banda está com um som como nunca teve.
No final o agradecimento ao público. Este retribui. O rock saíu a ganhar. Ainda existe rock em Portugal. VIVA UHF! UHF SEMPRE!

DS (Algarve)



sexta-feira, setembro 10, 2004

De viagem... (ainda a Mealhada 2004...) 

É engraçado…num ano, tudo o que passei , tudo o que vivi, as emoções que senti ,algumas bem fortes ,muito fortes mesmo, tudo isto num único ano, dava para escrever um pequeno livro…
Sinto-me especial, por partilhar destas amizades, por partilhar destes momentos ,por viver autênticas viagens…
Um ano…um rapaz…uma guitarra…muitos amigos…muitas canções…muitos sonhos, algumas desilusões, mas essas ficam para o esquecimento.
Fiz-me à estrada nesse sábado, a seguir ao almoço…que nunca chegou, prometia chuva para o caminho, o dia de trabalho ficava para trás, outros argumentos, outras personagens.
Em Alverca já esperavam amigos com a banda sonora do filme desse dia: umas gravações com mais de 20 anos, de vários concertos ao vivo dos UHF… a cada musica era relatado o concerto em causa, como se tivesse sido ontem… foram fáceis os 200 kms…passaram rápido…no ano passado foram muito mais longos, tinha ido sozinho.
Passado um ano, mais um novo disco de originais, um disco de tributo, um disco ao vivo, grandes concertos, um livro do Poeta, um grupo de fãs que se conhece pelo nome, mas…ainda há alguém que duvide da força e vitalidade desta banda com 25 anos???
Na chegada, as caras conhecidas, os amigos, os beijos, os abraços, se eram menos do que no ano passado, não sei, não contei, mas pareciam muito mais …
As inscrições seguiram-se, logo depois o fórum, e falou-se de novos objectivos, novos caminhos a percorrer. Analisaram-se os erros do passado e, de seguida, o manjar dos Deuses…parecia uma grande família reunida.
Bem bebidos, bem comidos, de barriga e alma cheia, seguimos para concerto que, tal como no ano passado, tinha algo de especial. A sala, também ela, tem algo de especial, proporciona momentos muito íntimos, grande concerto, grande entrega de ambas as partes…estão todos de parabéns, e isso ficou demonstrado nos camarins com saudações, abraços …alguns deles muito especiais que ficam para sempre na memoria de quem os sentiu, momentos nossos, hein???
A noite acabaria já de dia...Entre amigos, simplesmente… amigos. Depois de muitas palavras trocadas, misturadas entre copos e cigarros de pontas breves, onde todos, mas mesmo todos, deram um pouco mais de si, sem dos outros nada querer em troca…apenas se dava…o mais importante…a Amizade.
Obrigado por mais uma viagem…

Nuno Moás (Barreiro)



terça-feira, setembro 07, 2004

Mealhada 2004...eu fui ! 

De 4 para 5 de Setembro... na Mealhada

Que raio... tanta chuva e toda a malta tem kms para fazer... a estrada já é suficientemente perigosa mesmo sem este incremento húmido...!
O almoço já foi em reboliço... e largo as paredes da casa às 14h35m... vou passear a Buarcos e Quiaios primeiro... sempre se mete o Totoloto(gastei 2 cêntimos... entre o que paguei e o que recebi...) e subo a Nacional 109 até à Tocha, onde viro à direita em direcção a Cantanhede... mais uns minutos e a terra do leitão (já) está no meu horizonte!
Chego ao parque de estacionamento às 4 em ponto e o grupo de Felgueiras já anda por ali... ah ganda Ricardo que trouxeste um contingente bem simpático! O Paulo, que arranja um néctar-maravilha também veio mais o rebento...! Boa!!!
Olha a Sara Marina que desafiou uma colega a vir a estas "lides"... porreiro! O Rui e o Orlando chegam pouco depois. O Sousa e a esposa já andam nas tarefas de lanche... as crianças têm estes timings para a papa! Fixe, a Tribo vai-se juntando no "acampamento"!
Diamantino (Faro), Diamantino (Fátima), Vitor Ribeiro e os amigos... eh pá, está cá o Marco, mas os Senhores Músicos ainda vêm a caminho... ok, vamos ofertar-lhes relógios no Natal... ei, chega uma viatura com um tipo a fazer gestos esquisitos à janela... pois, só podia ser... também é músico... o front-man dos Karpe Diem, Paulo Inácio! Ganda maluco!!!
Malta, a que horas vamos nós descer ao Bar?!?!?!? Que atraso...!!!!
Um belo exemplar da grande escola alemã chega ao recinto e, de dentro, saem os "mais pedidos"... vamos acelerar isto para se proceder às inscrições...
...ao cimo das escadas, primeiras movimentações por trás daquele balcão onde se largam os €, mas onde se obtém o free pass tão desejado... o Marco manda encostar a porta... e está atarantado...como vamos chamar a malta? Eh pá, segue essa ordem que está nas folhas... eu trato de ser o speaker.... malta, um de cada vez... vamos nisto.. o Vitinho foi o primeiro!
Entretanto chega o (também) campeão do atraso... Jaime Pessoa... que até nas inscrições foi dos últimos (e porque o lembrei a meio da semana para mandar o mail...!!!).
Chega a ordem: todos para a sala de reuniões... não há bar este ano!!!!! Pensei que iam haver choros... mas a malta controlou-se.... fez-se forte... resignados desceram as escadas... embora as reclamações se fizessem ouvir!
Engraçado: há 1 ano, na sala de reuniões era proibido beber álcool... este ano até meteram uma mesa com àgua... e umas garrafas, QUE NÃO ERAM DE ICE TEA!!!! Pois pois... não quiseram foi deixar brilhar a malta atrás do balcão a tirar Pepsi e Seven-Up para a criançada, como em 2003!!!
Depois de uma semana com polémica devido a uma suposta campanha eleitoral para a Mesa, felizmente o Poeta assume a convocatória: Rui Correia, Jaime (em)Pessoa e uma moça de Glória do Ribatejo, senhora política por excelência. Como tive oportunidade de afirmar em local, era a cara mais bonita ali sentada...! E mantenho a opinião!

Discussão com nível, que peca sempre por ficar a pedir mais tempo disponível... é importante que as coisas se organizem mais eficazmente, para que os tempos para a conversa entre todos, sejam mais bem aproveitados! Mantenho o que disse no fim: em Fevereiro/Março, 1ª reunião preparatória para o Encontro de 2005! Aceitam-se sugestões/opiniões...!
O jantar é o costume na zona... só tem é que ser... a sopa também estava uma maravilha... até o Jaime comeu... e eu repeti... embora isso já seja mais normal... o bolo mandado fazer pela "casa" estava muito engraçado, a começar pela frase: "UHF-mais de 25 anos de música!"...!
Entrada na discoteca: o concerto ainda demora... há que circular...!
Com um alinhamento já habitual, o espectáculo foi um misto de força e emoção... brincou-se no fogo... bebeu-se um copo com "ele"... a Geraldine veio visitar-nos... andámos na mais famosa das ruas lisboetas... balançou-se "carne viva"... e o set inicial foi o costume... eu a virar-me para um especial amigo de Alverca e cantar para ele: "Paulo Inácio estás à janeeeeeelllaaaaaaaaaaaa..."!.
Encore... encore... a malta está ao rubro com esta coisa de um olhar "matar"...!
Um fecho a pedir um "scotch"... com súplicas por "copos de 3"... "penaltys"... bem, parecia um cardápio de uma tasca castiça!!!
Vou aqui deixar um lamento: durante um concerto, um grupo (restrito, felizmente) de fãs, de uma zona tida como "feudo UHF", foi extremamente desagradável com quem estava junto a eles, empurrando, incomodando... enfim, ninguém vai para ali para estar estático, mas há um ponto em que a nossa liberdade pode chocar com a dos outros! E a DEMOcRacia é (também) isto... respeito e educação ! Vou acreditar que foi a emoção de uma noite que correu muito bem.
No camarim foram as saudações já habituais, mas que dá sempre gosto renovar. E havia alegria. Muito contentamento. Muita amizade.
Saí daquele local às 4h30m... ainda ficaram alguns amigos: Jaime, Isabel, Heitor... eh pessoal, não levem a mal, mas tenho uma noiva para conduzir daqui a meia dúzia de horas!!!
Beijinhos e abraços a todos.
Até breve, algures por aí.
Juizo!!!
Muito nevoeiro...!
Muito sono!!!
Adormeci...!


Henrique Salgado
(dedicado à minha afilhada Carolina)
Fotos: Orlando Moreno



quarta-feira, setembro 01, 2004

3º Encontro de Fãs – ESCLARECIMENTO 

Decidi tomar a liberdade de propor este texto ao UHFans. Foi uma decisão que levou o seu tempo a assumir. Não se reveste de raivas ou paixões assolapadas. Apenas um suspiro de alívio. Devo eu ser sincero?!
Não sou "frequentador" assíduo do blogue, deste ou de outros quaisquer. Daí que só recentemente me tenha apercebido de movimentações no sentido de me levar a fazer parte da mesa da próxima reunião de fãs. E, tão só porque entendi escrever umas linhas subjectivas sobre a festa na Glória do Ribatejo.
Estranhei a onda de "apoio" a uma candidatura que nunca existiu, nem existe, embora reconheça que tal faz parte da amizade desinteressada e genuína que cada vez cresce mais entre os amigos dos UHF. Creio ter dado conta desse sentimento no meu texto sobre a Glória. Contudo, estas coisas não são isentas de mal entendidos, desconfianças, eu sei lá o quê mais. E assim, no sossego do meu final de férias, deparo- -me com insinuações de que estaria a construir um caminho para garantir a minha presença na referida mesa, porquanto estar ao lado do meu amigo AMR será a quinta-essência para uns quantos.
Essencialmente, fiquei triste. Triste por constatar que há em todas as famílias desavenças, invejas, coisas pequeninas que não gostaria de ver na nação UHF. Não preciso, nem devo justificar-me. Mas ficar calado compromete-me da forma mais hedionda que conheço. Raramente me calo perante a injustiça e nunca fui sub-reptício em relação às coisas que pretendo alcançar.
Agradeço profundamente aos amigos que, sem maldade, me quiseram ver na mesa, mas ainda não vi escrito o elogio necessário a quem esteve na mesa em Agosto do ano passado. Perante este esclarecimento que entendo necessário, espero que todos esses meus amigos compreendam que não estarei na mesa da reunião. Não porque me afronte este ou qualquer outro comentário menos delicado; apenas porque tal nunca esteve nos meus planos. Para mim estar com os UHF e os amigos é um acto de alegria e não qualquer manobra que faz lembrar muitos dos nossos políticos, todos bons rapazitos…
Devo eu ser sincero?! Claro que sim! E, sinceramente, de consciência tranquila, lá irei a caminho da Mealhada, feliz, por estar com quem eu gosto.


Rui Correia (Amadora)



This page is powered by Blogger. Isn't yours?
Listed on Blogwise


Visitantes: