<$BlogRSDUrl$>

domingo, maio 16, 2004

Pessoal…mas transmissível! 

“Uma canção de ressaca, gravada em 88 e que se chama “Íntimo (Regresso do Inferno)” … é assim que AMR costuma apresentar este tema, recorrente nas suas apresentações a solo, “a guitarra e os poemas”...
Muitos dos fans comentam entre si a profunda identificação com estas palavras… nelas têm encontrado inspiração para “regressar”dos seus infernos pessoais …
Para eles (que as conhecem de cor) e, sobretudo, para os novos fans que venham descobri-las, aqui ficam as palavras…


Íntimo (Regresso do inferno)

Envolto em chamas
O regresso às armas
Por estes momentos
Por novos encantos.

Alguém que se apresse
Alguém que me abrace
E passeie junto
À beira de amar.

E assim escorregue
À beira do mar
Em silêncio
A mergulhar.

E eu vou regressar – ah, eu vou regressar.

Alguém que escute
O primor da guitarra
A voz lenta
A tarde calma.

Às vezes só quero
Brindar a esta farsa
Soltar-me de mim
Transbordar a taça.

E eu vou abusar – ah, eu vou abusar.

Há uma vida secreta
Uma vida só tua
Onde um homem encerra
O prazer e a amargura.

Há um lugar na vida
Onde podes voltar
Uma fuga em ti
De nunca mais parar.

E eu vou regressar – ah, eu vou regressar.

De palco em palco
Andei por aí
Conduzindo um sonho
E quatro candeias.

Experimentei sempre
Tentei ser feliz
Há quem diga que abusei
À minha maneira.

E eu vou repetir – ah, eu vou repetir
E eu vou abusar – ah, eu vou abusar.

Texto e música de António Manuel Ribeiro
(Originalmente gravada no LP “Noites Negras de Azul”,1988 – Edisom)




sábado, maio 15, 2004

Concerto Motard em V. N. Famalicão- 8/05/2004 

Mais um concerto Motard dos UHF, desta vez em Vila Nova de Famalicão. Eu diria que os UHF são cada vez mais a banda Motard da nação! Deixo aqui uma pergunta que muito me intriga: quando é que temos os UHF na concentração grande de Faro? Para mim, que gosto destes ambientes e frequento concentrações, apesar de não ser Motard, é difícil perceber como é que uma das maiores e melhores bandas nacionais ainda não marcou presença nessa grande concentração!?!

Em Famalicão a noite estava fria mas rapidamente aqueceu com a entrada em palco de António Manuel Ribeiro e companheiros. “Boogie com o Sr. U” e “Quando (dentro ti)” foram as duas primeiras canções de um set de 2h15m de puro Rock n´Roll. “Duelo ao Espelho”, tocado por esta formação, ganha uma dimensão punk-rock que se deseja ouvir repetidamente. A aparelhagem de som, suspensa no ar, debitava a energia da banda em palco, o povo fazia a festa e a meu lado estava um grupo de fans que sabia as canções todas de cor e salteado! “Devo eu” pediam eles. Ao alinhamento, quase perfeito, faltaram “Rapaz Caleidoscópio” e “Jorge Morreu”…

A novidade da noite foi “A Lágrima Caiu” versão acústica, muito interessante… não estava mesmo nada à espera de ouvir a canção neste formato num palco tão grande e perante tanta gente. A assistência cantou e pediu por mais… (que tal uns concertos acústicos dos UHF em auditórios durante o Inverno?). A confirmação foram as 3 canções novas: “Matas-me com o Teu Olhar” teve direito a coro do principio ao fim, o que mostra a importância da Antena 3, “100% Viciado em ti”, ao segundo refrão até os mais tímidos cantavam e “Há Rock no Cais” mostra-se cada vez mais um tema para os fans radicais da banda, com toda a gente a bater o pé e a mexer a cabeça!!!

“Joey Ramone” e “Os Putos Vieram Divertir-se” são punk de primeira linha que mereciam terem sido single de promoção do último disco da banda. O bolo de aniversário pelos 25 anos da banda surgiu já quase no final da festa, cantaram-se os parabéns e os UHF brindaram-nos com um set de encore com o apogeu total em “Cavalos de Corrida”. Espero que esta concentração sirva de exemplo à de Lagoa, pela organização, boa disposição e bom cartaz. A Famalicão voltarei, com certeza, para o ano que vem!

Dia 15 de Maio teremos os UHF em Barcelos, lá estarei!!! Infelizmente, ao longo do ano, terei de faltar a alguns concertos, conto com a vossa ajuda para apresentarem aqui o relato desses espectáculos. Para isso basta que contactem o UHFans e se disponibilizem. Obrigado a todos. Obrigado UHF!

Só Eu Sei Porquê







sábado, maio 01, 2004

"Com a Palavra Apontada" (AMR) 

Hoje e sempre...actual! Aqui ficam as palavras de uma das primeiras canções que, felizmente, podemos continuar a ouvir, uma vez que está incluída no album "Cheio" (o melhor dos UHF) que ainda se encontra à venda.

CAÇADA

Corremos selvagens
Na mira das armas
Apontadas p'la justiça da cidade.

Deram-nos o tempo exacto
Dado aos coelhos no mato
E então estoirou a caçada.

Nuvens cinzentas de humanóides
Correndo de armas apontadas
Dando tiros nas costas das presas desarmadas.

À carga! À carga!- gritaram
E então as viseiras baixaram
P'ra acabar no chão os que ainda mexiam.

Sangue no alcatrão
Olhos pisados de espanto
E a morte distribuida em nome do Estado.

Ferozes, loucos de raiva
Massacrando as feras
Zelosos na limpeza da Praça da História.

Texto e música de António Manuel Ribeiro
(Originalmente gravado no EP "Jorge Morreu", 1979 - Metro Som)





This page is powered by Blogger. Isn't yours?
Listed on Blogwise


Visitantes: